25
fev
11

os malaquias

Na foto, Os Malaquias no blog do Petê Rissatti.

Os  Malaquias em algumas resenhas e recomendações em sites, jornais e blogues:

Daniel Lopes, no Cronópios, aqui.

Mônica Melo na Folha de Pernambuco, aqui.

Goimar Dantas no blogue Poesia Potiguar, aqui.

Andréa Ribeiro no Jornal Rascunho:

continuação:

Leo Ricino no Recanto das Letras, aqui.

Rosaly Senra no Quitandas de Minas, aqui.

Petê Rissatti em sua página, aqui.

Cláudio B. Carlos, no Balaio de Letras, postou-se com o livro, aqui.

 

GRACIAS!

Anúncios

11 Responses to “os malaquias”


  1. 02/27/2011 às 23:13

    Um dos melhores livros que eu li no ano passado. Acho que muito ainda vai se falar a respeito.

    • 2 andreadelfuego
      03/05/2011 às 14:59

      Parreira, adoraria ver isso acontecer, e feliz por te proporcionar boa leitura. Beijos!

  2. 03/03/2011 às 21:42

    OI, Del Fuego! A resenha da Andrea de Curitiba me fez chorar. Seu avô caiu mesmo no bule de café? Eu já voei noite adentro nos braços de um anjo. Depois ele me trouxe de volta ao meu quarto, e eu descobri que não estava dormindo. Em noites escuras e tristes eu fico na janela sonhando com o dia em que irei vê-lo novamente. Dessa vez eu não vou voltar. Beijo.

    • 4 andreadelfuego
      03/05/2011 às 15:00

      Querida, ele caiu mesmo no bule de café, a ponto de eu receber de seu dna um olho de cada cor. Beijos e anjos!

  3. 03/14/2011 às 17:34

    Excelente livro. Um dos melhores que já li. Já disse isso, né?

    Beijos.

    • 6 andreadelfuego
      03/14/2011 às 17:59

      Obrigada Cláudio! E botei sua foto no post abaixo e nem te avisei :) Gracias, querido!

  4. 7 Luísa Costa Hölzl
    07/26/2011 às 07:18

    Um livro magistral. Li-o em 2 dias, aqui onde vivo, Munique, Alemanha. E estranhamente voltei esta madrugada a Beja, Portugal, a casa dos meus avós, vivos, reais. Matei saudades.
    Obrigada, Andréa.

    • 8 andreadelfuego
      11/05/2011 às 16:11

      Oi, Luísa! Que alegria me dá sua leitura, e saber que ir para a casa dos avós seguiu-se a isso. LINDO! É isso que faço toda vez que pego no livro, mato as saudades do meu povo. Um beijo enorme!!!!

  5. 11/18/2012 às 14:24

    Andrea, sou de Carmo do Rio Claro e amiga do escritor Régis Gonçalves. Ele deu-me seu livro Os Malaquias de presente. Adorei. Escrevi também um livro que tem como pano de fundo as histórias e estórias da minha família (Figueiredo/Pereira/Vilela/Teixeira) e a chegada da hidrelétrica como pano de fundo. Foi um livro que levou 20 anos sendo escritos, tinha como você aquele conflito de falar de pessoas que já foram e, outras, ainda vivas. Também a história começava em um fato delicado da família, a vida de Izaura, que no livro se chama Izolita (isolada em esperanto) que teve a língua cortada pela avó e se tornou louca.
    Gostaria de te enviar uma cópia do livro, ainda inédito. Agora, tenho olhado para ele com distanciamento, mas nem sempre é fácil averiguar se há ali boa literatura. Escrevi outros livros de contos e poesias. Atualmente, gosto muito de contos. Você descende de qual família, dos Pereiras do Buracão? Moro em Belo Horizonte, onde trabalho como jornalista e professora de Yoga. Tenho um blog sobre as histórias e causos do Carmo http://www.senhoradocarmo.blogspot.com onde postei informações sobre Os Malaquias. Espero sua visita.
    Um abraço.
    Cleise Soares

  6. 10 Paula
    03/02/2013 às 03:37

    Andrea, me encantó Los Malaquías. Espero ansiosa que traduzcan los otros y tenerte en casa, otra vez.
    Gracias por escribir así.
    Paula


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


delfuego@uol.com.br

Eu voo com um peteleco.

Arquivos

twitter

Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.


%d blogueiros gostam disto: