22
nov
09

manhã de domingo

Situação: primeira mesa do último dia de Balada Literária e única vez que lembrei da câmera. A Livraria da Vila nem tinha aberto as portas, Marcelino Freire e João Gilberto Noll já estavam lá. Eles entraram pela lateral, Adrienne ficou para encaminhar os navegantes.

O café ainda nem tinha sido torrado.

Marcelino despacha, Santiago Nazarian pensa o que dizer ao Noll.

Noll celebra a missa, realiza o mistério e comunga.

Clarice Lispector toma seu café.

Anúncios

8 Responses to “manhã de domingo”


  1. 11/22/2009 às 21:55

    [todos os dias, todos os dias madrugadores, todos os dias em que o café solta o seu aroma no redemoinhos do vento, moinhos que os dom quixote deste traçado não sabem ordenar… senta-se nesse dia o dia, e nessa mesa pela mão de clarice, vem o vento fazer as honras da casa: brisa sopro lugar!… esse universo matinal é imenso!]

    um imenso abraço

    Leonardo B.

  2. 11/23/2009 às 01:21

    Nos desencontramos na Balada, você de manhã, eu lá de tarde. Foi ótema, mesmo. Estarei na ressaca do b_arco na quarta, você vai? Beijo

  3. 11/27/2009 às 16:56

    Poxa, que pena, não te encontrei na Balada, e olha que circulei bastante…
    Só te vi por foto, de cilios imensos… Ótimas fotos, flor, melhor ainda as legendas.

  4. 12/17/2009 às 14:24

    putz. essas fotos me deixam com água na boca.
    queria tanto ter estado aí.
    que puxa!

    Um beijO


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


delfuego@uol.com.br

Eu voo com um peteleco.

Arquivos

twitter

Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.


%d blogueiros gostam disto: